terça-feira , 16 outubro 2018

Home » Resenhas » Álbuns » IMAGO MORTIS – LSD (Die Hard Records – 2018)

IMAGO MORTIS – LSD (Die Hard Records – 2018)

setembro 24, 2018 11:10 pm by: A+ / A-

Putz, doze longos anos desde que o Imago lançara seu terceiro álbum, “Transcendental” (2006) – na minha humilde opinião o mais fraco entre os três até então lançados. Aqui temos apenas dois membros da formação do segundo, “Vida: The Play of Change” (Alex e o baterista André Delacroix), portanto nenhum membro da formação original… Talvez pelo imenso desfalque dos irmãos Fabricio Lopes e Fábio Barreto a banda tenha perdido sua preciosa fonte criativa – meus conterrâneos e que estão tocando um projeto chamado Mensageiros do Vento, vale a pena conhecer.

Não que após a saída destes não tenha restado pessoas capacitadas, todavia é fato que o nível caiu bastante, tanto é que como citara acima seu terceiro álbum é o mais fraco dentre os três até então lançados. Porém o vocalista Alex Voorhes se empenhou ao máximo para nos apresentar este quarto álbum e soube usar da fórmula do Imago Mortis; liricamente sempre com um peso considerável e que aqui traz um conceito baseado no trabalho da escritora Helen Fisher, LSD é uma abreviação de: Love, Sex and Death.

Dentro desta proposta lírica a parte musical se encaixa perfeitamente e vai alternando momentos mais intensos e mais serenos; todavia nos serenos senti até vontade de parar de escutar, tipo “The Promise”, putz um Heavy Metal pra lá de melódico chato pra caralho, nada haver com Doom Metal, nada. Mas dentro da proposta aqui pretendida casa, mas se você contrapõe com a excelente “Binary Viscerae” que é um Doom Metal dos bons soa muito estranho. Alex produziu o álbum, reuniu bons músicos, convidou outros bons pra caramba; chamou um artista gráfico de peso (Alcides Burns) para agregar valor à obra e conseguiu que o quarto álbum fosse superior ao terceiro; mas ficou muito aquém das obras primas “Images from the Shady Gallery” e “Vida: The Play of Change”, quem sabe no próximo…

Por: Jaime “TheMetalVox” Amorim

IMAGO MORTIS – LSD (Die Hard Records – 2018) Reviewed by on . Putz, doze longos anos desde que o Imago lançara seu terceiro álbum, “Transcendental” (2006) – na minha humilde opinião o mais fraco entre os três até então lan Putz, doze longos anos desde que o Imago lançara seu terceiro álbum, “Transcendental” (2006) – na minha humilde opinião o mais fraco entre os três até então lan Rating: 0

Facebook

scroll to top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com