sexta-feira , 16 novembro 2018

Home » Resenhas » Álbuns » BLACK MANTRA – “Black Mantra” (Resistência Underground e parceiros – 2018)

BLACK MANTRA – “Black Mantra” (Resistência Underground e parceiros – 2018)

agosto 30, 2018 9:48 pm by: A+ / A-

Dos confins da Bahia emerge esta que considero como uma das “potências” do Stoner Doom no nosso país: O Black Mantra, natural de Vitória da Conquista. Conheci o grupo através de um EP chamado “From The Graves of Madness” que peguei com o metalbrother Eric Rossini da Resistência Underground, e foi amor à primeira ouvida. Apaixonei-me pelo som dos caras. Tempos depois me aparece o velho Jaime The Metalvox Amorim com outro material da banda, dessa vez um “full Length” homônimo (Black Mantra, 2016), disco este que engloba as cinco faixas do mencionado EP, apresentando mais quatro faixas de estúdio e mais duas ao vivo. Abaixo deixo algumas considerações sobre o disco em questão e sobre o som do grupo.

Para início de conversa, tenho de parabenizar o Black Mantra por verdadeiramente honrar a alcunha de Stoner Doom que atribui a si, apresentando um som pesado, mas extremamente viajado, lisérgico, o que é, a meu ver, a diretriz genuína de execução deste subgênero do Metal. Não tem muita conversa, o som é chapado e cria uma atmosfera totalmente diferente para o ouvinte!

Impressionante a aura que este power trio consegue criar com o emprego de elementos simples, mas administrados de maneira acertada e com muito bom gosto. Posso citar como diferencial, por exemplo, as timbragens dos instrumentos, o emprego inteligente do teclado/órgão e, principalmente, a entonação vocal de Dimi Garcez, que transmite calma e placidez num belíssimo contraste com o instrumental pesado do grupo.
Frise-se, para mim o vocal é o elemento mais Stoner do som do Black Mantra: parece a voz de alguém que transcendeu, é muito interessante como “sobrevoa” por entre os instrumentais, transmitindo paz em meio ao som catártico da banda. Ninguém imaginaria que uma voz entoada de forma tão calma estaria cantando temas que parecem tramas de filmes de terror, envolvendo mortes, ocultismo… Melhor impossível!

Os destaques do disco ficam por conta de “Purple Drink”, que tem um riff com um quê de anos 70, “From The Graves Of Madness”, bastante viajada e com o inusitado cover de “Mais um ano esfria” do Velho (RJ). Senhores podem seguir meu conselho, escutem esse disco e viagem por uma jornada cósmica para além dos limites da imaginação humana. Se deixem levar pela voz do Black Mantra e retirem do seu som a justa mensagem. Vida longa ao Metal baiano!

https://www.youtube.com/watch?v=RH-zBY07nbA

Por: Jaime “TheMetalVox” Amorim

BLACK MANTRA – “Black Mantra” (Resistência Underground e parceiros – 2018) Reviewed by on . Dos confins da Bahia emerge esta que considero como uma das “potências” do Stoner Doom no nosso país: O Black Mantra, natural de Vitória da Conquista. Conheci o Dos confins da Bahia emerge esta que considero como uma das “potências” do Stoner Doom no nosso país: O Black Mantra, natural de Vitória da Conquista. Conheci o Rating: 0
scroll to top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com