sábado , 18 agosto 2018

Home » Resenhas » Álbuns » SABBATH BRAZIL SABBATH – “The Brazilian Tribute to Black Sabbath” (Secret Service Records – 2018)

SABBATH BRAZIL SABBATH – “The Brazilian Tribute to Black Sabbath” (Secret Service Records – 2018)

agosto 10, 2018 6:00 pm by: A+ / A-

Vou ser sincero, hoje não sou muito fã de compilations e muito menos de tributos. A esmagadora maioria são oportunidades de gente inescrupulosa (com raras exceções) para tirar grana das bandas participantes; recentemente teve uma banda daqui do estado que veio me consultar se valia a pena pagar R$400,00 em uma digital – quem me conhece bem sabe mais ou menos a resposta que dei kkkk.

Porém, contudo, sobretudo este tributo aqui que chegou a minha mão através de uma trade com Sergio Balloff (vocalista do Headhunter DC), mas não estou me contradizendo? Bem a questão é que este tributo é uma homenagem aos mestres do Black Sabbath. Além do mais tem bandas fudidas envolvidas e antes de realizar a trade eu pesquisei. O próprio Headhunter DC com “Eletric Funeral” é um dos destaques com sua leitura particular; por falar nisto a esmagadora maioria das bandas mais extremas são justamente as que mais se destacam aqui: Obskure com “The Wizard”, Genocídio com “Tomorrow’s Dream”, Sextrash com “Loner” (versão mui interessante e sem extremismo, que era de se esperar dos mineiros) e o Demons of Nox com “Paranoid”.

Além do mais tenho que dizer que as bandas de Thrash Metal mandaram bem com suas versões, principalmente o Taurus com “Cornucopia” – que intro matadora com recortes do próprio Sabbath e bandas brazucas (vai ter que pegar o cd para saber quais são kkk), MX com “Mob Rules”, Korzus com “Neon Nights” – poderia ser um pouco melhor, talvez por ser a música que mais curta da fase do DIO, mas mandou bem – e os gaúchos do Leviaethan com uma versão soberba para “Children of the Grave” e o Panic com “I”.

As bandas de Metal Tradicional fizeram o que tinham que fazer dentro de sua estética e na minha humilde opinião não despertaram atenção,  ficaram em suas zonas de conforto e o contraste da musicalidade do Sabbath com as bandas extremas deste tributo teve justamente o efeito contrário, nenhum demérito para as bandas de Metal Tradicional, pelo contrário.

Agora tquatro ousaram um pouco mais, Uganga com “Voodoo”, Silver Mammoth com “Symphton of Universe”, Malefactor e toda sua carga de Epic Metal realçou a emblemática “War Pigs”; agora a banda que achei mais interessante aqui foi a mineira For Bella Spanka com sua versão de “Digital Bitch” – oriunda do injustiçado “Born Again”-, leitura original muito prazerosa de ouvir. Portanto meus amigos, se você ainda tem preconceito com tributos saiba que este aqui tu pode adquirir sem medo.

  • Por: Jaime “TheMetalVox” Amorim

SABBATH BRAZIL SABBATH – “The Brazilian Tribute to Black Sabbath” (Secret Service Records – 2018) Reviewed by on . Vou ser sincero, hoje não sou muito fã de compilations e muito menos de tributos. A esmagadora maioria são oportunidades de gente inescrupulosa (com raras exceç Vou ser sincero, hoje não sou muito fã de compilations e muito menos de tributos. A esmagadora maioria são oportunidades de gente inescrupulosa (com raras exceç Rating: 0
scroll to top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com