sexta-feira , 19 outubro 2018

Home » Resenhas » Álbuns » ARCANTIS – FROM ASHES TO ETERNITY (MS Metal Records – 2017)

ARCANTIS – FROM ASHES TO ETERNITY (MS Metal Records – 2017)

maio 22, 2018 8:11 pm by: A+ / A-

Quem milita no underground sabe muito bem que a Bahia é um celeiro abarrotado de bandas de Metal extremo, fato histórico e que se perpetua nos dias de hoje. “Quebrando” este paradigma sempre me chegava noticias enviadas pela assessoria desta banda soteropolitana e seu estilo fugia léguas da tradição da cena metálica do Estado. Pontualmente aqui, acolá e alhures tanto no passado, como no presente poucas são as bandas que praticam Heavy Metal em sua essência.

Quiçá Metal Melódico, ou melhor, Symphonic Power Metal. Enfim, a banda oriunda de minha terra gravita nesta seara e confesso que fiquei muito, mas muito curioso em conhecer sua obra. CD enviado e a introdução, “Prelude”, não me entusiasmou nem um pouco, fiquei até apreensivo pelo que estava por vir. Porém a proposta da banda está alinhada com demonstração da destreza do tecladista Marcus Menezes. Então quando de fato a banda toda se mostrou a “coisa” mudou de figura e vou confessar que gostei do que ia ouvindo.

Já ouvi muito Metal Melódico e quando morei em Sampa cheguei a participar da edição de um magazine voltado para o estilo, Heavy Melody – no qual tive o prazer de entrevistar a melhor banda do estilo que já existiu no Brasil, Wizards. Se a proposta é fazer algo sinfônico e carregado de melodia a Arcantis conseguiu um resultado excelente em “From Ashes to Eternity”; a banda como um todo é bastante coesa, todavia não tem como ficar sem destacar a vocalista Winnie Grangeiro, você Winnie soube modular sua voz com primor entre o erudito e o vocal “normal” – em alguns momentos o guitarrista Vinicius Alvarez e baixista Daniel Iannini atuam de forma sutil na segunda voz.

Outro ponto quem não poderia deixar de citar é a sinergia que rola entre os guitarristas Vinicius Alvarez e Vinicius Moraes, trabalho “redondo”, coeso e muito bem executado. O track list é bem estudado, já que no decorrer de sua execução se percebe um gradiente que atinge seu ápice na excelente “Hemlock”. Recomendo!!!

https://www.youtube.com/channel/UCpKe4_hr1gvMimnLm1DYIGA

Por: Jaime “TheMetalVox” Amorim

ARCANTIS – FROM ASHES TO ETERNITY (MS Metal Records – 2017) Reviewed by on . Quem milita no underground sabe muito bem que a Bahia é um celeiro abarrotado de bandas de Metal extremo, fato histórico e que se perpetua nos dias de hoje. “Qu Quem milita no underground sabe muito bem que a Bahia é um celeiro abarrotado de bandas de Metal extremo, fato histórico e que se perpetua nos dias de hoje. “Qu Rating: 0

Facebook

scroll to top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com