domingo , 22 outubro 2017

Home » Resenhas » Livros » DEAD KENNEDYS – FRESH FRUIT FOR ROTTING VEGETABLES \os primeiros anos/ (Ideal,2014, 230 pgs.)

DEAD KENNEDYS – FRESH FRUIT FOR ROTTING VEGETABLES \os primeiros anos/ (Ideal,2014, 230 pgs.)

setembro 20, 2017 10:19 pm by: A+ / A-

Putz se tem uma banda de Harcdcore que sempre paguei pau esta se chama Dead Kennedys; mesmo naquela funesta época que os Punks nos detestavam e volta e meia queriam descer o sarrafo nos incautos, imensa maioria das vezes covardemente porque sozinhos eram umas moças – aqui me refiro a cena em Salvador na década de oitenta, quem lembra sabe do que estou falando. Mas ainda assim como entusiasta que era e sou pelo Thrash Metal não como negar, diante dos fatos, que o Hardcore é uma fonte para o estilo. E o Dead Kennedys mesmo chegando de forma tardia no cenário e vindo do EUA (arghhhh, antítese banda deste naipe vindo do ultra conservador estado ianque, mas também temos o Thrash e Death bem fecundo lá não é mesmo?) revolucionou a música underground. Seja pela sua sonoridade impar como pela atitude fudida de seu frontman: Jello Biafra, alma da banda – motivo de ciumeira imensurável por parte do restante da banda, conforme a leitura foi se desenrolando.

Tradução muito boa, sem vacilos e furos (a do Motorhead é um exemplo de tradução ruim, feito nas “coxas”) além de muito bem escrito. Legal sacar como os membros se reuniram, a química (fugaz e que volátil), o processo criativo do debut álbum (o melhor). Contudo no desenrolar da leitura vamos sacando que tudo era um castelo de areia e um poço de ressentimentos, principalmente do guitarrista East Bay Ray e lá na frente a ruptura e as brigas judiciais pelos direitos da banda (?????!!!!). Ai está a grande antítese, Punks brigando judicialmente por direitos, pelo vil metal ($$$). Corroborando que muito da verborragia que estes são ou eram ligados ao Anarquismo não passa de balela, sei que irão me xingar por isto mas é verdade dos fatos. Lendo a biografia do “traidor” João Gordo (RDP) este também de forma cristalina mostrou que a cena Punk paulista era constituída de baderneiros do que de gente que tinha o real conhecimento do que é o Anarquismo.

Evidente que isto não é uma regra em absoluto, não seria ingênuo e dono da verdade afirmando isto, porém voltando a minha Salvador me recordo que lá também esmagadora maioria era de baderneiros atrás de som e bebida e tinha o topete de nos acusar (bangers) de sem cultura – kkkkkk, como eu ria e ainda dou boas gargalhadas desta asneira, maioria nunca pegou e duvido que tenham pegado em um livro de Bakunin ou Maletesta.

Então porque estou citando tudo isto? Ora bolas um ícone da cena Punk e Hardcore caíram nesta teia também; não esquecendo o The Clash que virou mainstream, Sex Pistols que já começou sua curta fida com um estilista para criar sua indumentária (copiada até hoje e que virou fa$hion), Ramones com guitarrista reacionário e eleitor do Partido Republicano; ouço todas e adoro Ramones. Mas, sempre tem um mas, ainda assim estes e o Dead Kennedys exerceram uma puta influência e com esta verve rebelde influenciou e ainda influencia muita gente; justamente quem veio depois é que aprofundou o conhecimento sobre o que é autogestão e o Anarquismo. DIY vem desta turma meus camaradas e nós do Metal agregamos muitos destes salutares valores. Dead Kennedys era um monstro e suas musicas são espetaculares de fato (aqui escrevendo e ouvindo a banda), portanto vos garanto que vale muito a pena ler esta biografia apesar da constatação desta briga entre seus membros que perdura até hoje. Outro fator legal de se constatar é a questão do layout de flyers, cartazes, capas de álbuns e encartes; recortes e que são exaustivamente copiados até hoje. Enfim, se alguns que lerão este review se sentirem ofendidos paciência, fatos e minha visão da parada. Holiday in Cambodia macacada!!!

https://www.youtube.com/watch?v=-KTsXHXMkJA&list=PLYvz938Sr5e4wu9Aj8OIYtEw8kDzNCIgI

Por: Jaime “TheMetalVox” Amorim

DEAD KENNEDYS – FRESH FRUIT FOR ROTTING VEGETABLES \os primeiros anos/ (Ideal,2014, 230 pgs.) Reviewed by on . Putz se tem uma banda de Harcdcore que sempre paguei pau esta se chama Dead Kennedys; mesmo naquela funesta época que os Punks nos detestavam e volta e meia que Putz se tem uma banda de Harcdcore que sempre paguei pau esta se chama Dead Kennedys; mesmo naquela funesta época que os Punks nos detestavam e volta e meia que Rating: 0
scroll to top
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com